Artigos

O SUJEITO HETEROSSEXUAL DA NARRATIVA CAUCERIANA

O SUJEITO HETEROSSEXUAL DA NARRATIVA CAUCERIANA


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O SUJEITO HETEROSSEXUAL DA NARRATIVA CAUCERIANA

Dinshaw, Carolyn

Medieval Feminist Newsletter, Volume 13, Issue 1 (1992) Spring 1992

Resumo

“Não tenho certeza do que isso tem a ver com Chaucer, mas é interessante:” uma resposta à primeira sessão do meu seminário de graduação de Chaucer em Berkeley, um curso que denominei “O sujeito heterossexual da narrativa chauceriana”. O "isso" curiosamente referido foi uma discussão de três ensaios, de John Boswell, David M. Halperin e Eve Kosofsky Sedgwick. Os dois primeiros discutem entre si sobre como fazer a história da sexualidade; Boswell procura contribuir para "a história dos gays", argumentando que havia algo que chamaríamos de homossexualidade (entre pessoas cujas escolhas de objetos eróticos eram do mesmo sexo e que se agrupavam nessa base) na antiguidade e no meio Idades. Halperin, inspirado por Foucault, afirma que a sexualidade - e, portanto, a homossexualidade e a heterossexualidade são invenções modernas; história gay para ele é história do ponto de vista dos gays hoje, história que delineia cuidadosamente os termos em que as experiências sexuais eram registradas em tempos anteriores e que mede e avalia as diferenças entre esses termos e aqueles que podemos usar hoje. Sedgwick medita sobre vários "axiomas" dos estudos gays e lésbicos hoje, sugerindo, entre muitas outras coisas, que historiadores foucaultianos, como Halperin, que buscam uma "Grande Mudança de Paradigma" tendem a nivelar as variedades de experiência homossexual hoje em sua busca por diferenciações do passado.


Assista o vídeo: A saúde do paciênte Transexual - SOGIBA. DNA LABORATÓRIOS (Pode 2022).