Artigos

Sodomia feminina: o julgamento de Katherina Hetzeldorfer (1477)

Sodomia feminina: o julgamento de Katherina Hetzeldorfer (1477)


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Sodomia feminina: o julgamento de Katherina Hetzeldorfer (1477)

Por Capacete Puff

Journal of Medieval and Early Modern Studies, Vol. 1 (2000)

Introdução: Neste ensaio, vou divulgar as estratégias retóricas usadas para negociar a “sodomia feminina” em um documento legal do Império Alemão pré-Reforma. De sodomia, "Aquela categoria totalmente confusa" (para invocar a frase de Foucault), quero dizer a panóplia de atividades eróticas do mesmo sexo entre homens e mulheres. Sodomia feminina, no entanto, é minha própria cunhagem, introduzida no vazio terminológico para informar os leitores atuais sobre meu projeto, ao passo que documentos como o editado e discutido aqui tendem a se basear em descrições abundantes. O termo foi elaborado para ressoar com inscrições medievais e renascentistas de homoerotismo, muitas vezes chamado de sodomia de um ponto de vista teológico ou legal (embora principalmente aplicado a homens). No entanto, por sua qualificação imaginativa como mulher, sodomia feminina é cunhado para caracterizar uma gama de significados além da transgressão da ordem sexual e visa atingir o domínio precário das emoções, paixões e desejos. Há outra razão para introduzir esse neologismo. Sodomia feminina ilumina precisamente aqueles momentos altamente significativos quando o conhecimento do homoerotismo feminino penetrou na esfera masculina. Nesses encontros, o homoerotismo feminino foi colocado em termos masculinos, como sodomia. Ao cunhar o termo sodomia feminina, quero chamar a atenção para as estratégias usadas para representar mulheres que se associam eroticamente ou estavam associadas ao seu próprio sexo, e para revelar um fenômeno que muitas vezes escapou à categorização nas fontes relevantes.


Assista o vídeo: Elza Soares - Maria da Vila Matilde - CD A mulher do fim do mundo (Pode 2022).