Artigos

Edward Ord

Edward Ord


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Edward Ord nasceu em 1818. Ele se alistou no Exército dos Estados Unidos e participou da Guerra Seminole e das Guerras Indígenas. Ord também serviu sob o comando de Robert E. Lee durante a repressão de John Brown em Harper's Ferry.

Com a eclosão da Guerra Civil Americana, Ord esteve envolvido na defesa de Washington antes de ingressar no Exército do Tennessee. Promovido ao posto de major-general, comandou a 2ª Divisão em Corinto. Gravemente ferido em Hatchie, ele voltou ao trabalho durante a campanha de Vicksburg.

Em março de 1867, o Congresso aprovou a primeira Lei de Reconstrução. O Sul agora estava dividido em cinco distritos militares, cada um sob o comando de um major-general. O presidente Andrew Johnson nomeou Ord governador militar de Arkansas e Mississippi.

Edward Ord aposentou-se em 1880 e morreu em 1883.


Edward Ord - História

Muitos soldados estão familiarizados com o Fort Ord. No entanto, muito poucos têm qualquer conhecimento do homem para o qual foi nomeado. Apenas um pequeno número de historiadores familiarizados com o início da história de Los Angeles sabe que o nome Ord é quase um sinônimo dessa cidade. Mas poucos estudantes do início da história da Califórnia conhecem as Ord Surveys de Sacramento e a Ord Survey do pueblo de Los Angeles em 1849. Surpreendentemente, menos ainda têm qualquer conhecimento do próprio homem além do fato de que ele era um oficial do exército. .

Edward Otho Cresap Ord nasceu em 18 de outubro de 1818, em Cumberland, Maryland. Ele era o terceiro filho de James e Rebecca Ruth (Cresap) Ord. Seu pai foi oficial da Marinha dos Estados Unidos por um curto período, e depois um tenente do exército durante a Guerra de 1812 (1), e sua mãe era filha do Coronel Daniel Cresap (2), um oficial do exército americano Revolução. Seu avô havia comandado um dos regimentos que Washington enviou à Pensilvânia para reprimir a rebelião do uísque. Em 1819, a família Ord mudou-se para Washington, D.C., quando Edward tinha apenas um ano de idade, onde recebeu seus primeiros estudos. Ele mostrou em sua infância grande habilidade matemática, o que atraiu a atenção e lhe rendeu uma indicação para a Academia Militar dos Estados Unidos em West Point em setembro de 1835, aos dezesseis anos.

Em 1o de julho de 1839, Edward se formou em décimo sétimo lugar em uma classe de trinta e um, e foi comissionado como segundo tenente do Terceiro Regimento de Artilharia. Ele foi um dos dois tenentes que foram selecionados pelo Coronel William S. Harney para ajudar nos Everglades da Flórida contra os índios Seminoles, onde por seu valente serviço foi promovido a primeiro tenente. Durante os quatro anos seguintes, ele serviu na guarnição na costa leste.

Em 1847, durante a Guerra do México, o tenente EOC Ord, com seu colega de classe, o tenente Henry W. Halleck, e o tenente William Tecumseh Sherman, foi enviado para a Califórnia pelo Cabo Horn, chegando a Monterey a bordo do LEXINGTON em 28 de janeiro de 1847, dois dias antes de Yerba Buena mudar de nome para San Francisco. Pouco depois de sua chegada, ele foi enviado com dois homens para capturar três assassinos. Ele os alcançou em Santa Bárbara, atirou em um que tentava escapar, levou os outros dois a julgamento por júri em um tribunal de alcade, garantindo sua condenação e os executou prontamente.

Quando jovem, o tenente Ord foi colocado no comando da guarnição de Monterey (1847-49) e, por seus esforços individuais, fez muito para preservar a lei e a ordem em Monterey durante a guerra mexicana.

Em 1849, o tenente Ord tinha acabado de terminar uma pesquisa em Sacramento quando o governador Bennett Riley enviou um pedido ao Ayuntamiento (Câmara Municipal) de Los Angeles para um mapa da cidade e informações sobre os títulos e os métodos de concessão de lotes na cidade. O governador Riley foi informado pelo Alcalde que não existia nenhum mapa da cidade e nunca havia existido e, além disso, não havia nenhum topógrafo na cidade para fazer um. Em resposta, o governador Riley enviou Ord para Los Angeles.

Após a chegada do tenente Ord em Los Angeles, e após uma breve conferência com o Conselho, Ord recebeu três mil dólares para inspecionar a cidade. Ord deveria chamar seu mapa de & quot Plan de la ciudad de Los Angeles. & quot

Em 7 de setembro de 1850, Ord foi promovido ao posto de capitão. Naquele ano, ele estava trabalhando para os índios no noroeste do Pacífico e participou da Coast Survey (30 de dezembro de 1852 a 29 de março de 1855).

O capitão E. O. C. Ord foi casado com Mary Mercer Thompson em San Francisco em 14 de outubro de 1854. O casal teve dois filhos e uma filha.

Em abril de 1855, Ord foi colocado no comando da guarnição em Benicia, Califórnia (1856-58). Durante 1856 e novamente em 1858, ele fez campanha contra os índios no Oregon, fazendo campanha com sucesso contra os índios Rogue River e mais tarde contra os índios Spokane no Território de Washington. Em 1858, foi colocado em serviço de fronteira e encarregado do Forte Miller no Vale de San Joaguin, próximo à atual cidade de Fresno (3).

Em 1859, Ord estava frequentando a Escola de Artilharia em Fort Monroe, Virgínia, quando participou da repressão da insurreição de John Brown em Harpers Ferry. De lá, ele foi colocado em serviço de fronteira em Fort Vancouver, Washington, retornando para Benicia, Califórnia, em 1861, e mais tarde naquele ano foi estacionado no Presidio, em San Francisco, no momento do incêndio em Fort Sumter.

Em 14 de setembro de 1861, Ord foi nomeado brigadeiro-geral de voluntários e recebeu um comando no Exército do Potomac designado para defender a capital. Ord foi ordenado ao leste e, lá, liderou o ataque contra as forças confederadas sob o general JEB Stuart em Dranesville, Virgínia, em 20 de dezembro de 1861, e foi promovido a major-general de voluntários em 2 de maio de 1862, e transferido para o oeste Teatro. Em 19 de setembro de 1862, ele recebeu um brevet de coronel no exército regular "para serviço galante e meritório" no campo e foi gravemente ferido alguns dias depois em Hatchie, Mississippi, e ficou incapacitado até junho de 1863, quando retornou ao exército a tempo de participar do cerco de Vicksburg como comandante do Décimo Terceiro Corpo. Após a queda de Vicksburg em 4 de julho, Ord passou a comandar a Louisiana e o vale de Shenandoah, na Virgínia. Durante o cerco de Richmond, ele comandou primeiro o Oitavo Corpo e depois o Décimo Oitavo Corpo. Ele foi novamente gravemente ferido no ataque ao Fort Harrison em setembro de 1864 e não retornou ao seu comando até janeiro de 1865.

Em 13 de março de 1865, ele foi premiado com o título de brevet de brigadeiro-general por seu papel na batalha de Hatchie, Mississippi, e o brevet de major general por sua participação no ataque ao Fort Harrison, na Virgínia. Ele então recebeu o comando do Exército de James com responsabilidade pelo Departamento da Carolina do Norte. Ele estava envolvido em várias operações sobre Petersburgo, Virgínia, e na perseguição do General Robert E. Lee até a rendição em Appomattox Court House, em 9 de abril de 1865. Ele então recebeu o Departamento de Ohio, que manteve até que foi retirado do serviço voluntário em setembro de 1866, após receber, em 13 de março de 1865, os brevês de brigadeiro-general e major-general do exército dos Estados Unidos, e as comissões de tenente-coronel, em 11 de dezembro de 1865, e do brigadeiro-general do exército regular, 26 de julho de 1866.

Após a rendição dos exércitos confederados, ele primeiro comandou o Quarto Distrito Militar. Posteriormente, ele comandou o Departamento de Arkansas, o 4º distrito militar, o Departamento da Califórnia e o Departamento de Platte, antes de receber a designação para comandar o Departamento Militar do Texas em 11 de abril de 1875. Ele supervisionou a construção do Forte Sam Houston. Seu comando numerou de 3.000 a 3.900 soldados, estacionados em San Antonio e fortes Brown, Concho, Clark, Davis, Duncan, McKavett e Ringgold. De seu quartel-general em San Antonio, o Brigadeiro General Ord supervisionou o reconhecimento, construção de linhas telegráficas e pós-manutenção e reparo, bem como a supressão de roubo de gado e índios hostis. As tropas sob o comando de Ord foram responsáveis ​​pela descoberta de pastagens na região trans-Pecos do estado, bem como depósitos de prata, ferro, chumbo e cobre.

Em 6 de dezembro de 1880, com mais de 62 anos de idade, aposentou-se com seu título de major-general (por ato do Congresso, aprovado em 28 de janeiro de 1881), e nesta ocasião o general Sherman escreveu sobre ele:

“Ele teve todas as dificuldades do serviço, e nunca em tarefas suaves ou extravagantes. Ele sempre foi chamado quando o dever difícil era esperado, e nunca vacilou. & Quot

Posteriormente, ele se identificou com várias empresas civis. Foi durante esse período que o general Ord aceitou a nomeação como engenheiro na construção de uma ferrovia mexicana, mas contraiu a febre amarela no trajeto de Vera Cruz para Nova York. Ele foi levado para terra em Havana, Cuba, onde morreu em 22 de julho de 1883.

Após a morte do General Ord, o General-em-Chefe do Exército dos EUA emitiu uma ordem de obituário, citada em parte aqui:

& quotCom profunda tristeza, o General do Exército anuncia a morte em Havana, Cuba, às sete horas da noite do 22º instante, do MAJOR-GENERAL EDWARD OC ORD, aposentado, e recentemente Brigadeiro-General e Brevet Major-General em a lista ativa. Distinto entre os defensores de seu país, o general Ord era um soldado de reputação nacional. Durante seu longo serviço militar, chegando a meio século, sua carreira foi marcada por fiel, devotada e inteligente disciplina de dever, por bravura pessoal, por administração honesta e por uma firmeza que não foi enfraquecida por sua grande bondade de coração . Como seu associado íntimo desde a infância, o General [W. T. Sherman] aqui presta testemunho dele, de que nunca existiu uma pessoa mais altruísta, viril e patriótica. & Quot

Ele também era considerado um oficial modelo e um cavalheiro por todos os que serviam sob seu comando. O Rev. S. S. Seward, que por quatro anos serviu como seu ajudante de campo, disse dele:

“Posso dizer com certeza que nunca o vi, em hipótese alguma, perder o autocontrole ou perder por um instante seu caráter de cavalheiro cortês. Mesmo suas repreensões nunca o ofenderam, enquanto sua consideração pelos outros nunca o falhou, mesmo em face do inimigo. Ele era corajoso como um leão e gentil como uma mulher. No acampamento e na marcha, ele era extremamente cuidadoso com seus soldados, providenciando seu conforto, suas roupas, suas rações, seu atendimento médico, com cuidado quase paternal, e mostrava igual solicitude pelos enfermos e feridos. Meu respeito e afeição por ele aumentaram à medida que minha apreciação por seu genuíno valor masculino aumentou com os anos e a experiência. ”(New York Tribune, 26 de julho de 1883).

Seus restos mortais foram devolvidos aos Estados Unidos e aqui ele foi internado no Cemitério Nacional de Arlington com todas as honras militares. Mas embora a carreira militar de Edward Otho Cresap Ord tenha sido brilhante, nenhum ato seu colocará seu nome nas mentes dos californianos com mais força do que pelo forte militar que leva seu nome & # 150Fort Ord.

Fort Ord foi nomeado em 1940 em homenagem ao Major General Edward Otho Cresap Ord. Uma parte do Fort Ord agora é a casa da Universidade Estadual da Califórnia, na Baía de Monterey.

Nota: O co-autor Charles R. Cresap é descendente do Major General Edward O. C. Ord e o representa no Clube Asteca de 1847.

Memorial do general Ord erguido em 1916 no Parque Nacional Militar de Vicksburg, Vicksburg Mississippi

(1) James Ord de Maryland. Nomeado de Maryland, Primeiro Tenente, 36ª Infantaria dos Estados Unidos, 30 de abril de 1813 Renunciou em 14 de fevereiro de 1815.

(2) Daniel Cresap, Tenente dos Voluntários de Maryland.

(3) Fort Miller, que recebeu o nome do Major Albert S. Miller, comandante do Benecia Arsenal, foi estabelecido em 1852 como quartel-general temporário dos Comissários durante a última parte da Guerra dos Índios Mariposa. A vila de Rootville cresceu na cidade de Millerton e se tornou a primeira sede do condado de Fresno em 1856.


Edward O. C. Ord

Edward Otho Cresap Ord começou sua carreira militar após graduar-se na Academia Militar dos Estados Unidos em 1839. Ele foi comissionado na 3ª Artilharia dos Estados Unidos e enviado à Flórida para participar das Guerras Seminole. Após seu serviço na Flórida, ele foi enviado, junto com William T. Sherman e Henry Halleck, para servir na Califórnia. Eles participaram da construção de fortes, bem como do levantamento da área que se tornaria Los Angeles.

Com a eclosão da Guerra Civil, Ord foi enviado de volta para o leste e nomeado comandante de brigada das reservas da Pensilvânia. Em 3 de maio de 1862, Ord foi promovido a major-general e comandado para liderar a 2ª Divisão do Exército do Tennessee. Ele perdeu o serviço durante a Batalha de Corinto, mas participou do fim do Cerco de Vicksburg. Ele comandou brevemente o XIII Corpo de exército com o Departamento do Golfo, após o que foi para o teatro oriental em 1864 para comandar o XVIII Corpo de exército. Durante a Batalha da Cratera, enquanto as forças de Ord estavam disponíveis, elas não participaram ativamente. No final de 1864, Ord e seu Corpo de exército participaram de um ataque ao Fort Harrison, onde Ord foi gravemente ferido. Ele voltou ao serviço em janeiro de 1865 e assumiu o comando do Exército de James durante a Campanha de Appomattox. Seus homens desempenharam um papel crucial no avanço da União em Petersburgo. No final da campanha, Ord ordenou uma marcha forçada que libertou o general Philip Sheridan e seus homens e ajudou a forçar Robert E. Lee a se render.


Documentos da Família Ord 2

Os Documentos da Família Ord: Parte 2 fornecem uma riqueza de material documental sobre membros da ilustre família Ord, especialmente Edward Otho Cresap Ord (1818-1883) e Edward Otho Cresap Ord II (1858-1923). Esta coleção contém detalhes sobre a carreira do notável Edward Otho Cresap Ord na Guerra Civil Americana e inclui suas cartas da Califórnia em 1848, abordando a Guerra do México e a corrida do ouro. ele, incluindo um de Mathew Brady e materiais de pesquisa de fonte primária e secundária sobre ele. A coleção contém ainda mais material sobre o soldado e veterano da guerra hispano-americano Edward Otho Cresap Ord II (1858-1923), incluindo material biográfico sobre ele alguns de seus diários, incluindo seus arquivos de diário da guerra hispano-americana sobre suas cartas no Arizona idas e vindas com o líder mexicano Geronimo Trevino (1836-1914), principalmente sobre a saúde do filho de Trevino, Geronimo Trevino y Ord, mas também mencionando aspectos políticos da Revolução Mexicana, documentos de sua carreira militar no oeste dos Estados Unidos, informações sobre suas várias invenções e patentes e uma grande quantidade de sua correspondência datando da década de 1870 até sua morte em 1923. Além disso, documentos de e sobre muitos outros membros da família Ord, como James Ord, graduado do Georgetown College, veterano da Guerra Civil americana John S. Mason Jr. e da Guerra Mundial James Garesche Ord, veterano da Primeira Guerra Mundial e da Segunda Guerra Mundial, são encontrados neste grupo de papéis familiares. Quase 400 fotografias de família são mantidas. Digno de nota especial são dezenas de fotografias da Primeira Guerra Mundial encontradas entre os papéis de James Garesche Ord. Esses arquivos familiares substanciais documentam as atividades dos Ords, muitos dos quais fizeram contribuições significativas para a história americana. A coleção compreende 22 pés lineares e está contida em 25 caixas de arquivo.

A Divisão de Arquivos e Coleções Especiais da Biblioteca da Universidade de Georgetown possui várias outras coleções relacionadas aos Documentos da Família Ord: Parte 2. De importância são os Documentos da Família Ord: Parte 1, que contém a correspondência de James Ord, Edward Otho Cresap Ord e Edward Otho Cresap Ord II, entre outros. Além disso, os Arquivos da Universidade mantêm registros relativos a vários membros da família Ord que frequentaram o Georgetown College.

Datas

Restrições de acesso no nível da coleção

Extensão

Descrição adicional

Nota biográfica

O notável oficial militar Edward Otho Cresap Ord (1818-1883) nasceu em Cumberland, Maryland, em 18 de outubro de 1818, filho de James Ord e Rebecca Ruth (Cresap) Ord. Depois de receber uma nomeação de West Point do Distrito de Columbia, Edward Ord se formou na academia militar em 1839. Antes da Guerra Civil Americana, ele serviu na Guerra Seminole, na Guerra Mexicana na Califórnia e nas guerras dos índios americanos. Em 14 de outubro de 1854, ele se casou com Mary Mercer Thompson. Ord viu uma ação extensa na Guerra Civil, mais significativamente como comandante em uma das primeiras vitórias do Norte em Dranesville, Virgínia, como um participante proeminente no cerco de Vicksburg e como uma grande força na investida final contra Richmond e Petersburgo, que culminou em Appomattox . Após a guerra, Ord comandou os departamentos de Arkansas, Califórnia, Texas e Platte. Em 1881, ele se aposentou do exército. Edward Otho Cresap Ord I morreu em Cuba em 1883. Ele está enterrado no Cemitério Nacional de Arlington. [Fontes: Cresap, Bernarr. "Comandante Appomattox: A História do General E.O.C. Ord." San Diego: A.S. Barnes & amp Co., 1981. Sifakis, Stewart. "Quem era quem na guerra civil." Nova York: Facts on File, 1988, p. 478. "Quem era quem na América: Volume histórico, 1607-1896." Chicago: Marquis, 1963, p. 387.] - Nota: A Divisão de Coleções Especiais da Biblioteca da Universidade de Georgetown possui uma cópia do livro de Bernarr Cresap "Comandante Appomattox: A História do General E.O.C. Ord." Faz parte da Coleção de Livros Raros das Coleções Especiais.

Edward Otho Cresap Ord II (1858-1923), filho de Edward Otho Cresap Ord e Mary Mercer (Thompson) Ord, nasceu em 9 de novembro de 1858, em Benicia Barracks, Califórnia. Depois de frequentar escolas públicas em San Francisco e Omaha, ele foi nomeado para a academia naval dos Estados Unidos em 1876, apenas para se retirar um ano depois. Em 1879, no entanto, Ord tornou-se segundo-tenente na 22ª infantaria. Ele logo entrou em ação na campanha dos índios americanos no Texas e na campanha contra o Touro Sentado em 1891-1892. Sua 22ª infantaria foi uma das primeiras tropas americanas a entrar em Cuba na Guerra Hispano-Americana em 1898, e sua unidade enfrentou combates pesados. Após o dever de suprimir uma rebelião nas Filipinas, Ord se aposentou do exército por causa de deficiências sofridas em Cuba. Ord continuou suas perseguições militares, entretanto, enquanto trabalhava como auxiliar militar do governador do Arizona e servia na fronteira mexicana. Em 1918, ele se aposentou na Califórnia. Edward Otho Cresap Ord II morreu em 4 de abril de 1923, em Eagle Rock, Califórnia. [Fontes: "National Cyclopedia of American Biography". Vol. 25. Nova York: James T. White & amp Co., 1936, p. 445.]

Nascido em 1886 em Fort Lewis, Colorado, James Garesche Ord formou-se em West Point em 1909, serviu como assessor do comandante do Primeiro Corpo na França durante a Primeira Guerra Mundial, administrou Fort Washington em Maryland de 1934 a 1937 e liderou o 57º Regimento nas Filipinas antes da Segunda Guerra Mundial. Durante a Segunda Guerra Mundial, comandou a Primeira Divisão de Infantaria, a 28ª Divisão de Infantaria em Camp Livingston, Louisiana, e o esforço para treinar e equipar as Forças Expedicionárias Brasileiras na Itália. James Garesche Ord morreu em abril de 1960. Fontes: Obituário: "Washington Star". 17 de abril de 1960.

As informações biográficas sobre James Ord e James Placidus Ord estão incluídas nos Documentos da Família Ord: Parte 1. Os Arquivos da Universidade de Georgetown preservam os registros dos membros da família Ord que frequentaram a Universidade de Georgetown. Uma boa fonte para breves informações biográficas sobre a figura militar mexicana Geronimo Trevino, que se casou com a filha de Edward Otho Cresap Ord, Roberta Augusta Ord, em 1880, é a seguinte: "Enciclopédia do México". Tomo 13. Ciudad de Mexico: Enciclopedia de Mexico: Secretaria de Education Publica, 1987-1988, p. 7832-7833.


Imagens de alta resolução estão disponíveis para escolas e bibliotecas por meio da assinatura da American History, 1493-1943. Verifique se sua escola ou biblioteca já tem uma assinatura. Ou clique aqui para mais informações. Você também pode solicitar um pdf da imagem conosco aqui.

Gilder Lehrman Coleção #: GLC00293 Autor / Criador: Sherman, William Tecumseh (1820-1891) Local Escrito: Vicksburg, Mississippi Tipo: Carta autografada assinada Data: 22 de fevereiro de 1863 Paginação: 4 p. 25 x 20 cm.

Sherman escreve a Ord sobre a campanha de Vicksburg, explicando por que considera Vicksburg o problema mais difícil da guerra. Ele comenta sobre a localização do corpo dos generais McPherson, McClernand e Hurlbut, e deseja que Ord tivesse um corpo. Sherman também discute as condições meteorológicas e como ele ficaria feliz em ver Ord. Com sublinhados a lápis. Manchado de água na última página. A carta foi escrita em um acampamento perto de Vicksburg.

Chefe Qrs. 15 Corpo de Exército,
Acampamento perto de Vicksburg 22 de fevereiro e # 03963
Maj Gen. E.O.C. Ord.

O seu de 8 de fevereiro acaba de ser recebido. Diga a McFeely se ele ainda não começou a demorar. Estou com meu velho comissário Martin, e ele é o melhor deste Exército. e ele me isenta de todo cuidado e responsabilidade quanto a isso. Quando McFeely se juntar a mim, darei as boas-vindas a ele e me esforçarei também para manter o capitão Martin como seu assistente.
Escrevi uma longa carta há algum tempo dirigida a você em Louisville. Se você não recebeu, envie para os Correios [2] em Louisville, pois acho que escrevi algo que queria que você soubesse.
Sem dúvida, você em comum com todo o mundo gostaria de saber o que estamos fazendo aqui. Outros têm seus problemas, nós também, mas provavelmente não mais do que a nossa parte. Vicksburg é o problema mais difícil da guerra. Prefiro empreender Richmond, pois assim eles poderão se firmar. Aqui estamos nós na margem oeste e no rio, Rankfull de água intervém, e não podemos fazer nenhum pouso naquele lado. O canal que estamos cavando aqui não resolve o problema, para a extremidade inferior do canal, embora abaixo de Vicksburg não seja abaixo das Walnut Hills, que são fortificadas por quatro milhas abaixo da saída do Canal. Nosso revestimento de ferro, o Indianola & amp Ram, a Rainha do Oeste, comandou o Ratlin & # 039s, mas o último foi levado pelo Inimigo rio acima, deixando o Indianola [3] sozinho entre Vicksburg e Port Hudson. Não sabemos nada sobre as operações abaixo em Port Hudson. Acima estamos abrindo canais na cabeça do Yazoo e Tensee, mas eles foram descobertos pelo inimigo por meio dos Newspaper Spies que atendem a este Exército, e agora o Inimigo obstrui tão rápido quanto nossos grupos de trabalho se afastam - McPhersons Corps está no Lago Providence. Mine e McClernand estão aqui, e Hurlbuts em ou perto de Memphis Jackson e Lagrange. Eu gostaria que você tivesse um Corpo. e eu o aconselho a se reportar a Grant o mais rápido possível e eu acho que você receberá um Comando e logo um Corpo de exército, a menos que você prefira o Chances Leste. Devo confessar que ainda não vejo a luz do dia aqui, embora até aqui tenhamos separado o Oriente do Ocidente. [4] Tivemos muita chuva aqui, e você sabe como isso torna os pântanos aqui - Não temos terreno aqui nem para enterrar nossos homens, exceto a linha, e as estradas são simplesmente atoleiros. Os homens precisam pagar suas rações dos barcos para seus acampamentos no campo de Old Cotton. O tempo tem sido bom, mas agora os sinais da primavera aparecem nos salgueiros e Cottonwoods que estão surgindo.
Na verdade, eu ficaria feliz em vê-lo, e se você não puder fazer melhor, venha até mim e atue como meu vice, Roy. Como muitos patriotas desinteressados, eu ficaria feliz em deixar você fazer todo o trabalho e eu pegaria leve - você não pode correr para Lancaster, apenas 5 horas e ver a Sra. Sherman e minhas galinhas. Garanto-lhe as mais calorosas boas-vindas. Amo Killburn e todos os amigos. Amigo de todos os anos
Sherman


Edward Otho C. Ord (1818–1883)

Edward Otho C. Ord foi um major-general do exército da União durante a Guerra Civil e comandou o Departamento de Arkansas e o Quarto Distrito Militar durante a Reconstrução.

Nascido em Cumberland, Maryland, em 18 de outubro de 1818, Edward O. C. Ord era filho de James e Rebecca Ord. A família mudou-se para Washington DC quando Ord era jovem. Tutelado por seu pai, ele era conhecido como um gênio matemático. Ele entrou na Academia Militar dos Estados Unidos em West Point com a idade de dezesseis anos. Ele se formou em 1839 e recebeu uma comissão como segundo-tenente na Terceira Artilharia dos Estados Unidos.

Após o serviço durante a Segunda Guerra Seminole e uma promoção a primeiro-tenente em 1841, Ord navegou para a Califórnia. Chegando em 1847, ele comandou uma bateria de artilharia em Monterey e trabalhou no Presidio. Ele não entrou em ação durante a Guerra do México, mas serviu com outros futuros generais Henry Halleck e William Tecumseh Sherman. Enquanto estava na Califórnia, foi promovido a capitão e transferido para Fort Independence, Massachusetts, em 1850. Após dois anos de serviço em Massachusetts, Ord voltou para a Costa Oeste, onde serviu na Califórnia, Oregon e Washington.

Ord casou-se com Mary “Molly” Thompson em 1854, e o casal teria treze filhos. Ele participou da Guerra dos índios Rogue River em Oregon em 1855. Ord estava em Fort Monroe, Virgínia, em 1859, quando John Brown liderou seu ataque a Harper’s Ferry, na Virgínia. Ord recebeu ordens de participar do ataque, mas não chegou a tempo.

Com a eclosão da Guerra Civil em 1861, Ord estava mais uma vez na Califórnia. Ele voltou para o leste dos Estados Unidos, onde foi promovido a general de brigada e comandou uma brigada de infantaria da Pensilvânia. Ele viu sua primeira ação na Batalha de Dranesville, Virginia, em 20 de dezembro de 1861, levando sua unidade à vitória contra o general-brigadeiro confederado J. E. B. Stuart. Em 3 de maio de 1862, Ord foi promovido a major-general e transferido para o Western Theatre, onde serviu no Exército do Tennessee sob o comando do major-general Ulysses S. Grant. Liderando uma divisão na Batalha da Ponte de Hatchie em 5 de outubro de 1862, Ord recebeu um ferimento grave. Ele não voltou ao serviço até junho de 1863, quando assumiu o comando do corpo do XIII Major General John McClernand no Cerco de Vicksburg.

Com a captura de Vicksburg, Ord e sua corporação mudaram-se para Louisiana para servir no Departamento do Golfo. Ord voltou para a Virgínia, onde assumiu o comando do XVIII corpo no início de 1864. Ferido em um ataque contra Fort Harrison em setembro, Ord voltou ao serviço em janeiro de 1865 como comandante do Exército de James. Durante uma reunião com o tenente-general confederado James Longstreet, Ord foi abordado sobre a possibilidade de um encontro entre Grant e Robert E. Lee para discutir uma maneira de acabar com a guerra. Essa abertura acabou sendo rejeitada pelo presidente Abraham Lincoln. Trabalhando com o Exército do Potomac e o Exército do Shenandoah, o Exército do James forçou a rendição do Exército Confederado da Virgínia do Norte no Tribunal de Appomattox. Ord estava presente na rendição.

Ord continuou seu serviço no exército regular após a guerra na patente permanente de general de brigada. Ord assumiu o comando do Departamento de Arkansas e do Território Indígena em agosto de 1866. No mesmo mês, ele recebeu uma promoção temporária a major-general por seus serviços na guerra.

Como comandante do departamento, Ord era responsável por garantir que as leis federais fossem cumpridas no estado. Com pouco mais de 1.000 homens para ajudar a fazer cumprir essas leis, Ord muitas vezes ficava em desvantagem quando era encarregado de prender os violadores. Também servindo como comissário assistente do Bureau dos Libertados no estado, Ord trabalhou para proteger ex-escravos de ataques. Ele ameaçou remover todas as pessoas libertadas do Condado de Ashley em resposta ao grande número de pessoas atacadas ou mortas na área. Ord autorizou agentes do bureau a usar delegados dos EUA para prender violadores. O general também trabalhou para melhorar as relações de trabalho entre os proprietários de terras e os ex-escravos. Ao mesmo tempo que protegia os libertos de abusos e violência, ele também ordenou a seus agentes que obrigassem os trabalhadores a cumprir seus contratos com os proprietários de plantações e não saírem antes do término da colheita. Posteriormente, ele emitiu a Ordem Número 5, exigindo que os libertos continuassem a trabalhar para sustentar suas famílias e manter seus contratos com os proprietários de terras. Um sistema de tribunal de bureau permanente foi proposto por Ord, mas não apoiado pela administração de Andrew Johnson. Ele, no entanto, aumentou com sucesso o número de escolas para libertos no estado. Ord foi substituído como comissário assistente em Mach 1867.

O Congresso assumiu o controle da Reconstrução no mesmo mês. Os estados que se separaram da União, com exceção do Tennessee, foram divididos em cinco distritos militares e ocupados por tropas federais. O Quarto Distrito consistia em Arkansas e Mississippi e foi subdividido em departamentos. Ord assumiu o comando do distrito, com seu quartel-general em Vicksburg, Mississippi. Brevet Brigadeiro General Charles Smith comandou o Departamento de Arkansas. Ord foi para Little Rock (condado de Pulaski) em abril para destituir L. B. Cunningham do cargo de tesoureiro do estado de Arkansas. A Suprema Corte do Arkansas determinou que as escrituras emitidas pelo governo confederado do estado poderiam ser pagas pelo tesouro, e Ord nomeou um novo tesoureiro para garantir que isso não ocorresse. No mesmo mês, ele informou ao governador Isaac Murphy que a Assembléia Geral do Arkansas em recesso não teria permissão para se reunir novamente. O objetivo era evitar que o órgão julgasse juízes sindicalistas por ações tomadas durante a guerra.

Ord também proibiu que qualquer dinheiro do Estado fosse pago às famílias dos soldados confederados falecidos se as mesmas quantias não fossem disponibilizadas às famílias dos soldados da União. O general criou tribunais para supervisionar as disputas de safra entre proprietários e inquilinos, já que muitos inquilinos eram pobres demais para comparecer ao tribunal estadual. Ele também estabeleceu comissões militares para julgar casos criminais quando os tribunais locais não puderam fazê-lo ou quando ocorreu um assalto ou assassinato. Quinze casos foram julgados em Arkansas, a maioria envolvendo gado roubado. Ord também instruiu os dois estados a estenderem a assistência oferecida por meio de leis para pobres aos afro-americanos. Ord ordenou que grupos de civis armados fossem impedidos de se reunir para impedir a intimidação de afro-americanos. Suas tropas e agentes do bureau começaram os esforços de registro de eleitores para libertos em junho de 1867. Em setembro, mais de 66.000 brancos e libertos foram registrados.

Uma eleição para convocar uma convenção constitucional foi realizada em novembro de 1867, e os eleitores aprovaram a medida. A reunião começou em Little Rock em 7 de janeiro de 1868. Dois dias depois, Ord entregou seu comando ao General Alvan Gillem e partiu para São Francisco, Califórnia, para assumir o comando do Departamento do Pacífico. Mantendo o comando por três anos, ele liderou o Departamento de Platte com sede em Omaha, Nebraska. Ord comandou o Distrito do Texas de 1875 a 1880, quando se aposentou do exército.

Aposentado, Ord trabalhou para uma ferrovia no México, onde contraiu a febre amarela. Ele morreu em Havana, Cuba, em 22 de julho de 1883. Ele está enterrado no Cemitério Nacional de Arlington.


Do Diário do Capitão Edward Ord

Em 26 de março de 1856, uma unidade militar sob o comando do Capitão Edward Ord, deixou a foz do Rio Rogue para localizar e destruir a aldeia indígena "Mack-a-noo-tenay" conhecida por ser rio acima.

O grupo consistia em 55 homens da Companhia "B", 3ª Artilharia, sob o comando do Tenente Drysdale e 38 homens da Companhia "F", 4ª Infantaria sob a liderança do Capitão Delancy Floyd Jones.

Guided by W. Walker, and following a "bridle path" through mountainous country the party reached the village the following afternoon at about 2:00 o'clock. The village was located on a river bottom. Ord's company entered the area from the East. The Indian houses stood in a row on the river side of the flat and appeared to have been recently vacated. About 100 yards north of the houses were steep slopes that were thickly wooded. To the West end of the bottom some 50 yards from the houses, was a thick growth of willows. To the East, or upper end of the bottom where Ord entered, and approximately 200 yards from the houses, were steep wooded slopes.

The Rogue River at this point was 80 to 150 yards wide and ran fast and deep. The mountains on the south shore and at the East and West end of the village came down to the water, completely enclosing the bottom and making it accessible to the mounted men only by the trail they had taken.

Ord found 8 or 10 houses on the bottom. He gave the order to burn the houses. As his men were preparing to fire the village Ord spotted some Indians coming down a high ridge across the river. Ord decided that he might be attacked while firing the village so before applying the torch he took defensive action.

First, he had Captain Jones march his men through the woods clear around the village and placed them in the willows at the West end of the bottom. He deployed them there extending from the mountains to the river.

Next, he sent all but 12 of his company into the wooded area north of the village under the command of Lt. Drysdale. Then the village was torched and the advance guard was stationed under cover of the burning houses so that they could return any fire coming from the base of the mountain across the river.

When the houses started burning Ord studied the movements of the Indians on the south bank of the Rogue about a quarter of a mile up stream. From what he saw he became convinced that the Indians were crossing the river in force so they could attack from the timbered spurs which hemmed in the village on the North and East. He could see that from the bottom the approaches to these ridges were steep and bare. Since Ord wanted to occupy the spurs ahead of the Indians time now became a factor. Ord told Captain Jones to face his company towards the bottom and double-quick East to the ridges. Jones had 300 yards to cross. The indians got there before he did. Jones immediately attacked.

Meanwhile, the 12 men that Ord had left with the blankets and provisions on the East slope, where he had entered, came under attack. The Indians had approached the guard from above and rushed down at them.

Seeing this, Ord sent Drysdale in a flanking movement to the ridges of timber North of the blankets and provisions from which the Indians were attacking the guards. Drysdale arrived at that point as the Indians were coming down the hill at a run and he was able to drive a portion of them back. Some of the Indians had already crossed the bare ground and entered a wooded knoll. Ord gathered the advanced guard and the guards driven from the provisions and drove the Indians from the knoll towards Lt. Drysdale, catching the Indians in a crossfire between the knoll and the slope. The Indians found themselves in the very position in which they had hoped to place Ord. This cost several Indians their lives.

The Indians, however, still held the ridge where Jones had driven them after two or three rushes. Ord then used the advance guard and some of "B" Company that had followed him through the wooded knoll and charged, driving the Indians out of the spur after some difficulty.

At this point the troops commanded the crossing where the Indians had left 30 canoes and had driven the Indians from every side of the village. Seven Indians lay dead on the village side of the river. The rest of the Indians ran for their canoes. Three more Indians were killed going back across the river. The time was approximately 4:00 pm.

Ord called in the men. Prior to engaging the Indians the men had completed what Ord called the ". roughest days march he had ever made. " He formed the men up in good order and gathered up every animal and vehicle they had brought with them. They then left the area and headed up the mountain to a camp site some 2 1/2 miles from the village.

Ord had a difficult time urging the exhausted men along. He gave his saddle mule to his First Sergeant who was in charge of the rear guard so that the sergeant could carry a badly wounded soldier. This man and a recruit with a foot wound were the only casualties suffered by trhe soldiers.

Some of the men later made sedan chairs for the wounded and they proceeded towards camp. The march was exceedingly slow. There was no water so they walked until 1 am when they finally reached the campsite. With the difficulty encountered in carrying the wounded up steep mountains and through dense underbrush at night, and the frequent stops to remount the wounded and renew torches, it took six hours to cover the 2 1/2/ miles.

In his belated report, Ord expressed satisfaction with the performance or his men. He noted that Captain Jones, Lt. Drysdale, acting assistant surgeon C. D. Hill and the non-commissioned officers of "B" Company, 3rd Artillery and "F" Company, 4th Infantry, performed with as much promptness in carrying out his orders as the generally raw material of the party permitted. He also mentioned that it was but just to specify First Sergeant Nash, Sergeant Hamilton and Privates Muldowney and Smith of Company "B" 3rd Artillery.

Captain Ord later served as a General in the Civil War and a Fort near Monterrey, California still bears his name.

29419 Ellensburg Avenue, PO Box 1598 Gold Beach OR 97444 | 541-247-9396 | o email


Ord was born in Maria Fitzherbert [1] but he seems likely to have been the son of Ralph Ord, who was baptised at Wapping, Middlesex, in 1757, the son of John Ord, a factor (agent) from Berwick-upon-Tweed. [2] Edward Ord was considered a mathematical genius and was appointed to the United States Military Academy by President Andrew Jackson. His roommate at West Point was future general William T. Sherman. He graduated in 1839 and was commissioned a second lieutenant in the 3rd U.S. Artillery. He fought in the Second Seminole War in Florida and was promoted to first lieutenant.

In January 1847, he sailed on the steamship Lexington around Cape Horn with Henry Halleck and William Sherman. He arrived in Monterey, California, and assumed command of Battery F, 3rd U.S. Artillery, with orders to complete Fort Mervine (at the site of the former Spanish presidio), which was renamed Fort Halleck. Its construction was superintended by Lieutenant Ord and his second in command, Lieutenant Sherman. On February 17, 1865, the fort was renamed Ord Barracks. (It is now known again by its original name,the Presidio of Monterey.)

Ord was in California when the gold rush began, with its resultant skyrocketing prices. Since their military salaries no longer covered living expenses, Ord's commander suggested that the younger officers take on other jobs to supplement their income. In the fall of 1848, Ord and Sherman, in the employ of John Augustus Sutter, Jr., assisted Captain William H. Warner of the U.S. Army Corps of Engineers in the survey of Sacramento, California, helping to produce the map that established the future capital city's extensive downtown street grid. Ord also produced a map of the Gold and Quicksilver district of California dated July 25, 1848. Later, Los Angeles officials needed to have a survey of the public lands in order to sell them, and Ord was hired as the surveyor. He chose William Rich Hutton as his assistant, and together the two mapped Los Angeles in July and August 1849. Thanks to the efforts of these two men, historians have a fairly good view of what the Pueblo de Los Angeles looked like at the middle of the 19th century. Lieutenant Ord surveyed the pueblo and his assistant Hutton sketched many scenes of the pueblo and drew the first map from Ord's survey. [3] The Los Angeles City Archives has the original map produced by Hutton from Ord's survey. Ord was paid $3000 for his work on this survey.

Ord was promoted to captain in 1850, while serving in the Pacific Northwest. He married Mary Mercer Thompson on October 14, 1854, and they eventually had thirteen children. One of their notable children was Jules Garesche Ord who was killed in action after reaching the top of San Juan Hill in Cuba. He was the officer who started and led the charge which Teddy Roosevelt followed. Another was Edward Otho Cresap Ord, II who was also a United States Army Major who served with the 22nd Infantry Regiment during the Indian Wars, the Spanish–American War and the Philippine-American War. He was also a painter, inventor and poet. The son of Edward Otho Cresap Ord, II and grandson of Edward Ord was James Garesche Ord, who commanded the 28th Infantry Division and was Chairman of the Joint U.S.-Brazil Defense Commission in World War II.

In 1859, while attending artillery school at Fort Monroe, Virginia, Ord was summoned by Secretary of War John B. Floyd to quell John Brown's raid on the Harpers Ferry Federal arsenal. However, Col. Robert E. Lee reached Harpers Ferry first, and Colonel Lee telegraphed to Captain Ord that the situation was under control and Ord and his men would not be needed at Harpers Ferry. They were instructed to halt at Fort McHenry in Baltimore.


September 19, 2018

This map, a copy of Col. Edward Ord’s map of 1850, is etched on stone as a part of the remarkable Biddy Mason Memorial on Spring Street downtown.

Col. Ord, newly posted to Monterey, was apparently paid by the U.S. Army sporadically. So he hired out his surveying skills to the newly-Americanized state, and got several good job offers. The best was the re-laying out of the Ciudad de Los Angeles, restoring the intention of the Felipe de Neve arrangement. Note the faint saltire directional cross converging on the Plaza also, note how everything east of the River is farm lots. Pobladores lived in town, and walked across the River out to their fields.

As a bustling farm town and provincial capital, LA was full of squatters, drifters, smugglers and “entertainers”. LA had let its streets meander, and ramshackle adobe construction had grown up, stretching and sprawling just anyplace. So in 1850 the Los Angeles ayuntamiento, relaxing a bit after the tension of the Mexican War, were slowly groping towards an understanding that their grants and lots, guaranteed to them by the Capitulation, could actually be turned into real estate on Yankee terms. But this could happen only if the town was properly squared, official boundaries marked, and the streets graded and surveyed. So they hired a Yankee to do the job.

The city offered Col. Ord his choice: several fine, central Los Angeles blocks, or a lump payment of $3,000. Considering his need for immediate income, it’s not surprising that he took the cash. But imagine what his empty downtown blocks would have been worth after just a few years&hellip

A prominent street in Chinatown was named after the Colonel &ndash Ord Street.


Foto, impressão, desenho [Edward O.C. Ord, half-length portrait, seated, facing right]

A Biblioteca do Congresso não possui direitos sobre o material de suas coleções. Portanto, não licencia ou cobra taxas de permissão para o uso de tal material e não pode conceder ou negar permissão para publicar ou distribuir o material.

Em última análise, é obrigação do pesquisador avaliar os direitos autorais ou outras restrições de uso e obter permissão de terceiros quando necessário antes de publicar ou distribuir materiais encontrados nas coleções da Biblioteca.

Para obter informações sobre como reproduzir, publicar e citar o material desta coleção, bem como o acesso aos itens originais, consulte: Fotografias da Guerra Civil (Coleção Anthony-Taylor-Rand-Ordway-Eaton e Fotografias Selecionadas da Guerra Civil) - Informações sobre Direitos e Restrições

  • Consultoria de direitos: See Rights and Restrictions Information Page
  • Número da Reprodução: LC-USZ62-90933 (b&w film copy neg.)
  • Numero de telefone: LOT 4192 <item> [P&P]
  • Aviso de acesso: ---

Obtenção de cópias

Se uma imagem estiver sendo exibida, você mesmo pode fazer o download. (Algumas imagens são exibidas apenas como miniaturas fora da Biblioteca do Congresso devido a considerações de direitos, mas você tem acesso a imagens de tamanho maior no local.)

Como alternativa, você pode comprar cópias de vários tipos por meio dos Serviços de duplicação da Biblioteca do Congresso.

  1. Se uma imagem digital estiver sendo exibida: As qualidades da imagem digital dependem parcialmente se ela foi feita a partir do original ou de um intermediário, como um negativo de cópia ou transparência. Se o campo Número de reprodução acima incluir um número de reprodução que comece com LC-DIG. então, há uma imagem digital que foi feita diretamente do original e é de resolução suficiente para a maioria dos fins de publicação.
  2. Se houver informações listadas no campo Número da reprodução acima: Você pode usar o número de reprodução para comprar uma cópia dos Serviços de Duplicação. Será feito a partir da fonte listada entre parênteses após o número.

Se apenas fontes em preto e branco (& quotb & w & quot) estiverem listadas e você deseja uma cópia mostrando cores ou matizes (assumindo que o original tenha), você geralmente pode comprar uma cópia de qualidade do original em cores citando o número de telefone listado acima e incluindo o registro do catálogo (& quotSobre este item & quot) com sua solicitação.

Listas de preços, informações de contato e formulários de pedidos estão disponíveis no site dos Serviços de Duplicação.

Acesso aos Originais

Use as etapas a seguir para determinar se você precisa preencher um recibo de chamada na Sala de Leitura de Impressos e Fotografias para ver o (s) item (ns) original (is). Em alguns casos, um substituto (imagem substituta) está disponível, geralmente na forma de uma imagem digital, cópia impressa ou microfilme.

O item está digitalizado? (Uma imagem em miniatura (pequena) ficará visível à esquerda.)

  • Sim, o item está digitalizado. Por favor, use a imagem digital em vez de solicitar o original. Todas as imagens podem ser visualizadas em tamanho grande quando você estiver em qualquer sala de leitura da Biblioteca do Congresso. Em alguns casos, apenas imagens em miniatura (pequenas) estão disponíveis quando você está fora da Biblioteca do Congresso porque o item tem direitos restritos ou não foi avaliado quanto a restrições de direitos.
    Como medida de preservação, geralmente não servimos um item original quando uma imagem digital está disponível. Se você tiver um motivo convincente para ver o original, consulte um bibliotecário de referência. (Às vezes, o original é simplesmente muito frágil para servir. Por exemplo, negativos fotográficos de vidro e filme estão particularmente sujeitos a danos. Eles também são mais fáceis de ver online quando são apresentados como imagens positivas.)
  • Não, o item não está digitalizado. Vá para # 2.

Os campos Aviso de acesso ou Número de telefone acima indicam que existe um substituto não digital, como microfilme ou cópias impressas?

  • Sim, existe outro substituto. A equipe de referência pode encaminhá-lo para este substituto.
  • Não, outro substituto não existe. Vá para # 3.

Para entrar em contato com a equipe de referência na Sala de Leitura de Impressos e Fotografias, use nosso serviço Ask A Librarian ou ligue para a sala de leitura entre 8h30 e 5h00 em 202-707-6394 e pressione 3.


Assista o vídeo: EDWARD BIL ПЕРВАЯ ВСТРЕЧА С МАРИЕЙ. ДТП НА САДОВОМ. ЧИСТЫЙ ЛИСТ (Julho 2022).


Comentários:

  1. Thomdic

    Você é a pessoa talentosa

  2. Rhoecus

    Eu confirmo. I subscribe to all of the above. Podemos nos comunicar sobre este tema. Here or at PM.

  3. Jamahl

    Na minha opinião, isso é óbvio. Eu recomendo procurar a resposta para sua pergunta no google.com

  4. Digul

    Você está errado. Eu proponho discutir isso. Escreva para mim em PM.

  5. Thatcher

    Com toda probabilidade. Provavelmente.

  6. Dearbourne

    Sua opinião, esta é sua opinião

  7. Bourke

    Muito obrigado a você pelo apoio. Eu deveria.



Escreve uma mensagem